• Toca

Somos todos humanos

Atualizado: 27 de Mar de 2020

“Procurando bem todo mundo tem pereba. Marca de bexiga ou vacina. E tem piriri, tem lombriga, tem ameba. Só a bailarina que não tem... Medo de subir, gente. Medo de cair, gente. Medo de vertigem. Quem não tem?...” (Ciranda da Bailarina - de Chico Buarque).


Somos todos humanos! Podemos não acessar, não querer ver, não honrar ou reconhecer. Mas todos nós, independentemente de nossas profissões, carregamos conosco todas as belezas e desafios de sermos humanos.


Não seria mais fácil poder viver assumindo quem somos e, desta forma, caminhar pela vida com mais leveza? Deixar as máscaras de lado e viver todo o nosso potencial de forma mais plena? Onde aprendemos que a vulnerabilidade era um problema e que não podemos nos tornar mais fortes a partir dela?


Dentro de cada médico, dentista, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudióloga e outros fundamentais profissionais da área da saúde, existe uma humanidade que deve ser vista, acolhida e honrada.


Precisamos nos abrir a descobrir mais sobre nós mesmos e assim nos tornarmos mais forte como oferta para o mundo.



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo