• Toca

Quando é melhor desacelerar?


No post de hoje, queremos propor uma analogia! Vamos pensar na dinâmica de um veículo em uma estrada. Para que tudo funcione bem e não haja risco de acidentes, não devemos manter uma velocidade constante em todos os trechos do trajeto, certo? Nas curvas, por exemplo, precisamos colocar o pé no freio e reduzir a velocidade, para não perder a direção do veículo. Além disso, ao longo de todo o caminho, vamos recebendo sinais que indicam quando podemos ir um pouco mais depressa e quando precisamos desacelerar. Quando não respeitamos essas indicações, estamos sujeitos a situações danosas, que podem, inclusive, colocar em risco nossa própria vida. Com a nossa saúde, sobretudo emocional, também funciona assim. Não podemos manter um ritmo frenético o tempo todo. Temos que respeitar as curvas da nossa vida e reduzir a velocidade nesses momentos. Assim como nas estradas, nosso corpo também dá sinais de quando é a hora de parar, de tirar o pé do acelerador e de encontrar o equilíbrio. Quando damos atenção a esses sinais e os respeitamos, além de resguardar nosso bem-estar e praticar o autocuidado, também evitamos as derrapagens e, eventualmente os acidentes, mais graves, que podem acontecer.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo